terça-feira, janeiro 30, 2018

Sugestões Janeiro 2018

Aproveitando a velha máxima de "ano novo, vida nova", decidi tomar algumas resoluções entre as quais a tradicional deixar de fumar e de mensalmente redigir um apanhado das novidades discográficas do meu agrado, de modo a não perder o fio à meada, tendo em conta a infindável quantidade de edições que num só mês são publicadas.
Os textos serão telegráficos e clicando no titulo terão acesso à audição o mais completa possível nas seguintes plataformas (Bandcamp, Youtube, Mixcloud).

Dirtmusic - "Bur Bir Ruya"














Quinto registo deste curioso projecto liderado por Chris Eckman (Walkabouts) e Hugo Race (Bad Seeds) com inclinação para sonoridades globais em fusão com a cultura ocidental. Desta feita contaram com a preciosa colaboração de Murat Ertel dos psicadélicos turcos Baba Zula.

Django Django - "Marble Skies"














Terceiro registo desta pandilha escocesa que volta aos trilhos após ter descarrilado com "Born Under Saturn". Não possui a magia do disco debutante mas alberga trunfos suficientes para voltar a surgir no radar.

Khruangbin - "Con Todo El Mundo"














Segundo álbum deste trio texano com uma sonoridade algo complicada de descrever, assente em soul, funk, dub, psicadelismo e diversas influências globais com destaque para a musica proveniente do Irão e Turquia. Tudo isto numa toada lânguida e essencialmente instrumental.

No Age - "Snares Like A Haircut"














Este ruidoso duo americano retorna ao ativo após cinco anos de ausência, no qual aproveitaram para explorar outras vertentes e acima de tudo repensar a sua carreira. Alternando entre o noisy-punk e o arty/ experimental muitas vezes no mesmo tema, num regresso que se saúda.

Salad Boys - "This Is Glue"














Os neozelandeses Salad Boys editam o seu segundo disco de originais após a estreia com o irresistível "Metalmania". Os ingredientes continuam todos com a dosagem ideal de college rock, jangle pop e o legado da Flying Nun.

Shame  - "Songs Of Praise"














Um dos discos mais aguardados deste ano, a estreia destes britânicos que por curiosidade tocaram na piscina da mais recente edição do Milhões de Festas e que decerto irão surgir em destaque nos festivais a decorrer este ano, não desilude com o seu enérgico post-punk, contudo vislumbram-se alguns indícios de um preocupante rock de arena. A ver se não descambam.

Shopping - "The Official Body"














Por falar em post-punk, o estimulante trio Shopping edita o seu terceiro álbum seguindo as coordenadas bailantes dos anteriores e o resultado final, como seria de esperar, é contagiante e porventura o melhor que já produziram.

The Limiñanas - "Shadow People"














A esta altura do campeonato creio não ser necessário descrever a sonoridade dos gauleses que dadas as suas influências nunca criarão um mau disco, contudo este "Shadow People" oscila um pouco em termos de qualidade, com vários convidados a dar o seu contributo vocal numa primeira parte, estando o mais relevante reservado para o lado B.

Seazoo - "Trunks"














Confessos admiradores de bandas como Super Furry Animals, Grandaddy, Yo La Tengo e Pavement, o disco de estreia desta formação galesa não é de todo inovador mas possuí aquela sinceridade de quem tenta dar o seu melhor aliada ao prazer de conseguirem editar algo, não se dando nada mal com essa atitude.

The Spook School - "Could It Be Different"














Quando se edita um álbum pela Slumberland e a banda é proveniente da Escócia, é certo e sabido que a sua sonoridade é indie-pop, algo que os Spook School concretizam com eficiência sem exageros de sacarina e com forte pendor para bater o pezinho!

Tune-Yards - "I Can Feel You Creep Into My Private Life"














Quarto registo deste projecto liderado por Merrill Garbus, quiçá o mais acessível em termos sonoros mas cujo conteúdo lírico aponta para uma profunda reflexão politica sobre a América actual.

V/A - "Post-Trash: Volume Three"














O deveras recomendável site Post-Trash publicou recentemente a sua terceira compilação de beneficência, desta feita em auxilio das vitimas do furacão Maria que devastou o Porto Rico. São 51 faixas de bandas e artistas que merecem a vossa atenção e se possível o vosso contributo para a causa. 

segunda-feira, janeiro 22, 2018

Made in France (21st Century)

01 - "(You Can't Blame It On) Anybody" - Phoenix 02 - "Weeping Willow" - Sebastien Schuller 03 - "Too Much Love" - Experience 04 - "The Sword" - Slift 05 - "Shiny Star" - Colder 06 - "Somebody New" - Tahiti 80 07 - "Indécise" - Coralie Clément 08 - "Pas de Bras, Pas de Chocolat" - Bertrand Betsch 09 - "Me And Madonna" - Blackstrobe 10 - "My Black Sabbath" - Limiñanas 11 - "Natation Synchronisée" - Vincent Delerm 12 - "Bristol" - Herman Dune 13 - "Pré-histoire" - 2024 14 - "Chaise à Tokyo" - Benjamin Biolay 15 - "Je Me Souviens, Je Me Rapelle" - Daniel Darc 16 - "Noyés Dans La Masse" - Autour De Lucie

segunda-feira, janeiro 08, 2018

Edu (Mouco) & Ex-Lion Tamer present "Do Androids Dream of Electro Mixtapes? (vol.2)"




01 - SPK - "Metal Dance" 02 - Alien Sex Fiend - "Comatose (Remix)" 03 - Liaisons Dangereuses - "Los Niños Del Parque" 04 - Add N To (X) - "Metal Fingers In My Body" 05 - Skinny Puppy - "Far Too Frail" 06 - Shamen - "Jesus Loves Amerika" 07 - Section 25 - "Looking From A Hilltop" 08 - New Order - "Shellshock" 09 - Yello - "Oh Yeah" 10 - Art Of Noise - "Legacy" 11 - Knife - "Heartbeats" 12 - Chicks On Speed - "We Don't Play Guitars" 13 - LCD Soundsystem - "Tribulations" 14 - Stereo Total - "Musique Automatique" 15 - Soft Cell - "Bedsitter" 16 - He Said - "Pump"

sexta-feira, dezembro 22, 2017

Sugestões Auditivas 2017 (2º Semestre)

Elaborado o balanço do primeiro semestre, é então altura de destacar uns quantos registos que nesta segunda parte de 2017 seduziram os ouvidos do Mouco. Como sempre é uma tarefa árdua tendo em conta o volume de edições que assola o panorama musical. Ainda assim, não quis deixar de fora estas sugestões, na esperança que desperte a vossa atenção.

(Para audição basta clicar no titulo)


Alvvays - "Antisocialites"














Confesso que às primeiras audições senti-me algo desiludido com o novo álbum da banda canadiana. Voltei à carga recentemente, e sim, os Alvvays conseguiram superar a barreira do difícil segundo disco, mantendo uma matriz sonora semelhante com algumas nuances. 

Chain & The Gang - "Experimental Music"














Ian Svenonius não consegue parar e para além de ter editado o seu projecto a solo sob a designação Escape-ism, gravou porventura o mais acessível e bem-sucedido registo dos Chain & The Gang.


Downtown Boys - "Cost Of Living"














A par dos Priests que editaram o poderoso "Nothing Feels Natural" que escapou ao meu radar aquando do balanço do primeiro semestre, os Downtown Boys são das mais entusiasmantes bandas punk da atualidade. Atentem a temas como  "A Wall" ou "Somos Chulas (No Somos Pendejas) e percebem facilmente o motivo da sua inclusão.

 Duds - "Of A Nature Or Degree"














Oriundos de Manchester, os Duds não escaparam ao radar da editora americana Castle Face de John Dwyer dos Thee Oh Sees, que neles vislumbraram o espírito post-punk com os Wire à cabeça do pelotão em temas curtos mas repletos de texturas.

Girl Ray - "Earl Grey"














Estreia auspiciosa deste trio feminino inglês, a revelar uma maturidade sonora incomum num disco debutante. Indie psych-folk-pop algures entre os Gorky's Zygotic Minci e as Electrelane.


His Electro Blue Voice - "Mental Hoop"














4 anos após o visceral "Ruthless Sperm", esta formação italiana regressa com similar impacto na sua conjugação sonora noise-kraut-rock com inclinação post-punk.

Madonnatron - "Madonnatron"















Mais um disco de estreia feminino, perfeito para noites de Halloween dada a vertente dark bem evidente nos títulos de diversos temas, contudo a panóplia sonora nele contido assim como o uso de humor, afastam-nas de serem catalogadas como uma banda gótica.

Melkbelly - "Nothing Valley"














Um cruzamento entre os Lightning Bolt e Breeders poderá ser uma possível descrição da sonoridade desta banda de Chicago que combina melodia, ruído e estruturas pouco convencionais de uma forma vencedora.

Omni - "Multi-task"














Dos vários registos por aqui destacados com o rótulo post-punk, este decerto é o mais acessível, apesar da urgência com que os temas se sucedem, existe sempre espaço para a melodia se destacar. Bónus para a capa, quiçá a mais cativante deste ano. 











Já não é a primeira vez que uso esta expressão, mas não resisto em voltar a referir que esta é daquelas bandas que na década de 90 decerto faria parte do catálogo da Touch & Go, dada a sua conjugação de indie-rock sónico e emergente post-hardcore.

Posse - "Horse Blanket"














Um crime esta banda ter terminado! Para despedida disponibilizaram este disco para descarga gratuita. Quanta bondade e quanta qualidade! 

Protomartyr - "Relatives In Descent"














A banda de Detroit continua a manter a fasquia elevada e apesar de abusar nas semelhanças aos The Fall, conquista novos fiéis a cada nova edição. 

Snapped Ankles - "Come Play The Trees"














Esta banda londrina alia uma mensagem e visual ecológicos a uma sonoridade que ataca em várias frentes. Se com este primeiro álbum obtiveram algum reconhecimento, estou certo que ainda darão muito mais que falar com o sucessor. 

Spinning Coin - "Permo"















O disco debutante deste quarteto escocês deambula entre o jangle-indie-pop e o lo-fi-indie-rock. Contou com a produção de Edwyn Collins em alguns temas e foi editado pela Geographic de Stephen Pastel. Tudo certo aqui.

Unsane - "Sterilize"














Os veteranos do noise-rock não abrandam e retornam com mais uma dose de rock visceral alicerçada na sua fúria com o panorama politico americano. 

segunda-feira, dezembro 18, 2017

Edu (Mouco) & Mar Superior present "Songs From The Old House #9" (Ladies First Vol.2)




01 - "You're Not the Only One I Know" - The Sundays 02 - "Rockin' Back Inside My Heart" - Julee Cruise 03 - "Hollow Life" - Frankie Rose & The Outs 04 - "Worried Shoes" - Karen O & The Kids 05 - "Candy Says" - Thalia Zedek 06 - "Martha" - Hugo Largo 07 - "Love Will Tear Us Apart" - Susanna & The Magical Orchestra 08 - "Lights Inside This Dream" - Julia Stone 09 - "Super Glider" - Drugstore 10 - "Horses In My Dreams" - P.J. Harvey 11 - "Anteroom" - EMA 12 - "Party Girl" - Michelle Gurevich 13 - "Wait" - The Kills 14 - "Crazy Love" - Marianne Faithfull

quarta-feira, dezembro 13, 2017

Do Androids Dream of Electro Mixtapes? (Vol.1)

01 - Throbbing Gristle - "Hot On The Heels of Love" 02 - Fischerspooner - "Emerge" 03 - Human League - "Being Boiled" 04 - Visage - "Fade To Grey" 05 - Kratftwerk - "The Robots" 06 - Telex - "Discow Moscow" 07 - Anne Clark - "Our Darkness" 08 - D.A.F. - "Der Mussolini" 09 - Front 242 - "Headhunter (Version 1.0)" 10 - Nitzer Ebb - "Let Your Body Learn" 11 - Cabaret Voltaire - "Sensoria" 12 - Nine Inch Nails - "Down in it" 13 - Cassandra Complex - "One Millionth Happy Customer" 14 - Suicide - "Radiation"

segunda-feira, novembro 20, 2017

Edu (Mouco) & Mar Superior present "Songs From The Old House #8" (Ladies First Vol.1)

01 - "Little Trouble Girl" - Sonic Youth ft. Kim Deal 02 - "High Expectation" - Stereolab 03 - "Telescope" - Vanishing Twin 04 - "Forget Every Time" - Broadcast 05 - "Moogskogen" - Death & Vanilla 06 - "Sorrow" - Life Without Buildings 07 - "Acrobat" - Tanya Donelly 08 - "Blue Bird" - Hope Sandoval & The Warm Inventions 09 - "Into Oblivion" - Lisa Germano 10 - "Dusty Eyes" - Bedouine 11 - "Cross Bones Style" - Cat Power 12 - "Your Love Is Killing Me" - Sharon Van Etten 13 - "Myth" - Beach House 14 - "Aikea-Guinea" - Cocteau Twins