sábado, junho 12, 2004

nacionalismo

Toda esta euforia á volta da nossa selecção já cheira mal. Não vai ser o onze de Scolari que nos vai tirar da crise em que estamos enterrados, e esta história das bandeiras já mete nojo.Eu apoio a selecção mas não me peçam para engalanar a minha janela com uma bandeira que pouco ou nada me diz. Eu sou um cidadão do mundo que por um acaso nasceu em Portugal.
O pior desta febre nacionalista, é o empolgar de todos os skinheads, nazi-skins, fascizóides e cabeças de merda que, ao que as autoridades apuraram, preparam-se para uma concentração em larga escala em Lisboa.

"Take The Skinheads Bowling" - Camper Van Beethoven

7 comentários:

Del Giorgio disse...

Como ouvi na rádio 1 sociólogo dizer "Está-se a observar 1 surto de patriotismo (não confundir com nacionalismo) como há muito tempo não se via, o que tá a unir as pessoas. A continuação deste fenómeno dependerá agora do sucesso da selecção..."
E o que quer isto dizer?? Que o pessoal quer é festa e bola! Quais patriotismo quais caralhos...
- O pessoal que gosta da bola e são não-fcp, com sede de vitórias, fazem agora a festa com a selecção.
- Os do fcp, já habituados a festarolas, continuam a rusga.
- Os que nem gostam da bola, juntam-se à carneirada e toca a vestir umas camisolas, por umas bandeiras às costas e a por uns cachecóis e parece que vão todos pró rancho!
É só a Grécia e a Rússia fazerem o jeitinho e... isto passa num instante.

Maria disse...

Eu queria mesmo era uma bandeirinha com um pagode chinês...

Anónimo disse...

Esta cidade hoje esta muito laranja...parece uma fanta

eduardo disse...

Se o departamento de marketing da Galp fosse mais eficiente teria optado por patrocinar a equipa holandesa, tendo em conta que as cores são iguais. O pior é que os jogadores seriam confundidos como funcionários de bomba de gasolina!

luis disse...

vou aos morangos

mouco rouco disse...

vou ás cerejas!

Del Giorgio disse...

Skinheads: mais cabelo que ideias