terça-feira, dezembro 13, 2005

e o melhor disco de 2005 é...

...nenhum! É verdade, pela primeira vez em muitos anos não me consigo decidir.
Digamos que muitos são aceitáveis mas nenhum me arrebatou.Segue a lista dos que seduziram o meu aparelho auditivo com a certeza de que muitos estarão em falta.

ACID HOUSE KINGS – SING ALONG WITH
ADAM GREEN – GEMSTONES
AUDIBLE – SKY SIGNAL
BRITISH SEA POWER – OPEN SEASON
BY THE END OF TONIGHT – A TRIBUTE TO TIGERS
CLAP YOUR HANDS SAY YEAH - CLAP YOUR HANDS SAY YEAH
CORAL – INVISIBLE INVASION
GO-BETWEENS – OCEANS APART
JOSH ROUSE – NASHVILLE
KILLS – NO WOW
LADYTRON – WITCHING HOUR
LOW – THE GREAT DESTROYER
MAGIC NUMBERS – MAGIC NUMBERS
MALCOM MIDLLETON – INTO THE WOODS
NADA SURF – WEIGHT IS A GIFT
NEW PORNOGRAPHERS – TWIN CINEMA
PERNICE BROTHERS – DISCOVER A LOVELIER YOU
RAVEONETTES – PRETTY IN BLACK
SAM PREKOP – WHO'S YOUR NEW PROFESSOR
SAY HI TO YOUR MOM – FEROCIOUS MOPES
SHIPPING NEWS – FLIES THE FIELDS
SHOUT OUT LOUDS – HOWL HOWL GAFF GAFF
SONS AND DAUGHTERS – REPULSION BOX
STARS – SET YOURSELF ON FIRE
STEPHEN MALKMUS – FACE THE TRUTH
WEDDING PRESENT – TAKE FOUNTAIN
XBXRX – SIX IN SIXES

55 comentários:

dedos-bionicos disse...

não dá realmente para escolher o melhor, muitos e bons, a tua lista como n podia deixar de ser é de topo de gama.....

evilheatguy disse...

da tua lista destaco Ladytron. tb n ouvi nem metade dos referidos.
mas Ladytron surpreendeu-m imenso.

mPm disse...

dos tugas talvez "Vicious Five".

abraço

Anónimo disse...

feels dos animal collective, wedding dos oneida e celebration castle dos ponys eram as minhas adições á tua lista topo de gama.

membio disse...

eu voto nos Ladytron, ainda não ouvi muitos da tua lista mas o de Ladytron está bastante forte...

myself disse...

Da tua extensa lista...voto...nos Ladytron tambem que superou qualquer expectativa, The Kills (claro está!) e os Stars...


E aproveito para te dizer, meu caro amigo, que estou ansiosa para saber como vais reagir (ou já reagiste) ao novo dos Strokes...depois conto-te a minha reacção...

Pedro Carvalho disse...

Bela lista!
Eu, no entanto, fiquei arrebatado com muitos! e acho que 2005 é um dos melhores anos de que tenho memória. Da tua lista, apesar de gostar de todos os discos (excepto o Gemstones), ponho no meu top os AUDIBLE, CLAP YOUR HANDS SAY YEAH, LADYTRON, NADA SURF, NEW PORNOGRAPHERS, RAVEONETTES, SHOUT OUT LOUDS, SONS AND DAUGHTERS e XBXRX.
Acrescento:
Death Cab for Cutie - Plans
Clientele – Strange Geometry
Sybris
Wilderness
Constantines – Tournament of Hearts
A-Frames - Black Forest
The Hospitals - I've Visited the Island of Jocks and Jazz
Rosebuds – birds make good neighbors
The Fall - Fall Heads Roll
Black Mountain
Evens
O podium (à moda antiga - com 4 medalhas) é dos Wilderness, Black Mountain, Sons and Daughters e A-Frames.
No entanto para mim é ainda muito cedo para fazer o balanço definitivo - lá mais para Fevereiro, talvez. Tenho ainda muita coisa para ouvir!

O Puto disse...

Concordo com o último parágrafo do pedro carvalho: lá para o início do ano. Mas tens aí uma bela lista, eduardo.

eduardo disse...

esqueci-me de acrescentar os ZZZZ, os Narrator e os Dressy Bessy.
Quanto ao novo dos Strokes soa a Nirvana e assustou-me!

Anónimo disse...

Falar de 2005 sem referir Arcade Fire e Bloc Party é impensável para mim, confesso que não consegui resistir ao contágio. Arrisco a dizer que estes dois discos já são clássicos...
Penso tb que não posso fazer um balanço muito assertivo, uma vez que ainda me falta ouvir e descobrir tanta coisa que foi editado entretanto. Este fim-de-semana, por exemplo, descobri os Stars e fiquei arrepiado, parecia que os My Bloody Valentine tinham reencarnado na melhor das formas, mas ainda é prematuro falar mais sobre estes senhores.
Só descobri os Go!Team a meio do ano e comecei a ouvir o “Illinoise” à pouco mais de 15 dias, mas estou a gostar muito.
Acho tb que algumas das coisas q estão na lista do capitão são uma boa merda (Kills), outras esgotam-se à terceira audição (Clap Your Hands Say Yeah, Sons and Daughters), os XBXRX são mesmo um degredo, acho que preferia qualquer cena tipo Holocausto Cannibal ou até Ratos de Porão, se é pela brutalidade prefiro estar longe de qualquer coisa que possar roçar o black metal. Não conheço o último álbum dos Ladytron, todos vós parecem ter gostado muito, eu confesso que ainda tenho medo de ouvi-lo porque o que está para trás é demasiado nojento ... As minhas escolhas tb são passíveis de criticas, aqui vos deixo algumas coisas que eu gostei no último ano:

Arcade Fire – Funeral (ed. 2004)
Bloc Party – Silent Alarm
Go!Team – Thunder, Lightning, Strike (ed. 2004)
Lou Barlow – Emoh
Silver Jews – Tanglewood Numbers
Smog – A river ain’t too much to love
Sufjan Stevens – Illionois
Matt Sweenie + Bonnie ‘Prince’ Billy – Superwolf

Luís

Anónimo disse...

O relativo sucesso dos arcade fire e dos bloc party só prova que, às vezes, a qualidade também conta para se chegar às massas.

Nota: eu disse às vezes.

A cunhadinha

Anónimo disse...

Também disse massas. Eu digo umas coisas!...

A cunhadinha

evilheatguy disse...

luís:
qt a Ladytron não sou fã, conheço algum do trabalho q está p trás e n é nada mau. "demasiado nojento" é algo assustador. n estarás a exagerar?
pelo q m apercebi na tua critica tens de ouvir urgente o último album. acho q vais ficar tão surpreso qt eu...
aquelas guitarras (talvez sintetizadas) lembra-m as "gentes q costumavam olhar p os sapatos".
kills "uma boa merda"????
q exagero! respeito q n gostes. mas merda?

são gostos...

myself disse...

Eduardo...os Strokes não me soaram "bem" a Nirvana...soaram-me mais a algo que podia ter sido evitado...masi para a frente irá falar disso...ou não!

dedos-bionicos disse...

bem parece-me que anda aqui gente a sobrevalorizar demais algumas bandas e a desprezar demasiado outras, não me parece que os discos de Arcade Fire e de Block Party sejam assim tão bons, a estes dou-lhes 2 ou 3 anos para se estarem a bater com o Tony Carreira pelos primeiros lugares do TOP+ e isso a mim pelo menos não me agrada nada, também não me parece que discos como os de Clap Your Hands Say Yeah e Sons and Daughters se esgotem á terceira audição, o “Illionois” de Sufjan Stevens é sem duvida bonito e um grande disco, mas então se este é tão bom, porque é que a maioria do pessoal se esquece de ao menos referir nomes como: Love As Laughter, José González ou Junip, Hanne Hukkelberg, Stephen Malkmus, Stuart Staples ou Syd Matters que têm talvez o melhor disco do ano, não entendo sinceramente, com tantos discos bons por ai as escolhas do pessoal são muito similares, com certeza que depende do gosto pessoal de cada um de nós, não percebo é porque quase toda a gente tem o mesmos gostos com tanta escolha que por ai anda, os meus eleitos são:

1.º - Syd Matters – “Someday we will foresee obstacles
2.º . The Jim Yoshii Pile-Up – “Picks Us Apart”
3.º - Windsor For The Derby – “Confianza Visiones” EP
4.º - Grandaddy – “Excerpts From the Diary of Todd Zilla” EP
5.º - Electrelane – “Axes”

Anónimo disse...

Huuummmm...
Eu costumo relativizar muito, até demais.
O que me parece é que, para já, o único argumento de arcade e bloc para estarem onde estão é mesmo serem bons. Se outros não atinjem a mesma visibilidade, eu nunca diria que é por não o serem. Às vezes, até pode acontecer porque são demasiado bons.
...Capicce?

A cunhadinha

eduardo disse...

Voçes já são crescidinhos o suficiente para tolerar que digam mal de bandas que apreciam.
A mim é indiferente pois tenho consciência de que o meu gosto é pessoal, e se porventura mais gente convergir nas minhas escolhas, melhor.
Por vezes até prefiro que não gostem. Eu sou daqueles egoistas que com certas bandas, ou somos poucos mas bons ou então, já eram.
'Bora abrir um clube de fãs dos Prolapse?

Pedro Carvalho disse...

para mim os albuns dos Arcade Fire e Bloc Party são muito bons. O dos Bloc é mesmo um dos melhores de 2005 (por lapso não os mencionei acima); quanto aos A.Fire, o disco é de 2004...
Anyway a visibilidade de uns e outros não terá apenas a ver com qualidade... Mas de facto qualidade não lhes falta, e se chegarem ao top, optimo, não vejo qual o problema...

Pedro Carvalho disse...

Bora lá abrir o fan club!!
Para mim o primeiro album é o + fabuloso de todos! Alguém mais acha o mesmo?

Anónimo disse...

Isto já vai longo, mas dos discos que ouvi este ano lembro particularmente duas edições de 2004 e que são Marz e Autolux.
Deste ano gostei das electrelane, dos shipping news e mais algumas coisas. Ainda espero por Gris Gris.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
eduardo disse...

já somos dois à espera dos Gris gris :-)

Anónimo disse...

Não é minha intenção chocar, magoar ou atacar alguém pessoalmente quando deixo os meus comentários nestas páginas. Se o editor deste blogue assim considerar, tem o poder de apagar o que bem entender. Reconheço que as minhas posições possam ser agressivas e até radicais em algumas ocasiões, mas e depois? Qual é o problema?
Uma vez que as minhas palavras deram origem a uma data de observações, passo a comentar:
“a estes dou-lhes 2 ou 3 anos para se estarem a bater com o Tony Carreira pelos primeiros lugares do TOP+ e isso a mim pelo menos não me agrada nada” – a isto eu chamo complexo e não tenho capacidade para discutir assuntos do foro neurológico.
“também não me parece que discos como os de Clap Your Hands Say Yeah e Sons and Daughters se esgotem à terceira audição” – eu dei a minha opinião, tu dás a tua e ficamos todos felizes. Eu discuto e comento gostos, acho saudável fazê-lo, muitas vezes até arrisco a teorizar sobre os mesmos mas nunca imponho a minha posição.
“...porque é que a maioria do pessoal ... as escolhas do pessoal são muito similares ... não percebo é porque quase toda a gente tem o mesmos gostos...” – não sei a quem é que te estás a referir. A frase é muito comprida, exageras nas vírgulas e a confusão instala-se.
“kills "uma boa merda"???? q exagero! respeito q n gostes. mas merda? são gostos...” – o primeiro disco deste casal de pseudo-forinhas quase roçava a plágio. Duvido que não saibas a que é que eu me refiro, mesmo assim tolerei um pouco mais do que consigo tolerar a lactose. Ao segundo disco eles deixam a crueza ao adicionarem a electrónica manhosa e a coisa azeitou, é a minha opinião e pronto.
“qt a Ladytron não sou fã, conheço algum do trabalho q está p trás e n é nada mau. ‘demasiado nojento’ é algo assustador. n estarás a exagerar?” – não fiz nenhum comentário ao último disco dos Ladytron, porque não o ouvi. Tenho ouvido excelentes criticas mas só conheço algumas coisas que estão para trás e a opinião mantém-se, o que não quer dizer que seja inflexível a mudar de opinião em relação a trabalhos que desconheço.
“quanto aos A.Fire, o disco é de 2004...” – não é a primeira vez que um disco de um ano anterior vem referido como um dos melhores do ano em questão. Posso estar enganado, mas não me lembro de ver este disco referido em nenhuma lista dos melhores de 2004. Repito, posso estar enganado. Pelo contrário, encontro-o numa quantidade considerável de listas relativas ao corrente ano. Independentemente de tudo isso, só o conheci este ano e mais uma vez apenas registei a minha opinião.
Nota: Não referi os discos do Sam Prekop, do Stephen Malkmus, dos Low, dos Go-Betweens nem dos Shipping News porque já constavam da lista do capitão.

Luís

Anónimo disse...

"parece-me que anda aqui gente a sobrevalorizar demais algumas bandas e a desprezar demasiado outras" - como é que é? E a pluralidade amigo?

Tinha-me esquecido desta.
Luís

dedos-bionicos disse...

antes de mais quero que se saiba que a questão da sobrevalorização e do desprezo não tem a ver com os Ladytron ou os Kills, ai até concordo contigo, mas se há bandas sobrevalorizadas elas são os Arcade Fire e os Bloc Party, quando aos CYHSY e Sons and Daughters também só dei a minha opinião.
Quando digo que a maioria do pessoal tem escolhas similares nem sequer me referia ao pessoal que comenta neste blog, referia-me a todas as listas que têm saído por ai fora com os melhores de 2005, em todas constam inevitavelmente os Arcade Fire, Bloc Party, Ladytron, Kills, Go!Team, Sufjan Stevens e outros, só acho que andam por ai muitas bandas boas que estão a ser deixadas de lado e vá-se lá a saber porquê.
Quanto á pluralidade, não sei porque perguntas?

Anónimo disse...

o clube de fas dos prolapse é uma gd ideia, o italian flag é genial.
isto tá um bocado crispado, mas parece-me ridiculo mencionar arcade fire nos melhores discos de 2005, precisamente pk é de 2004....

Anónimo disse...

Por aqui está tudo pacífico e ainda muito longe de poder tornar-se a próxima faixa de Gaza.
Eu não fiz nenhuma lista dos melhores discos de 2005, apenas registei algumas coisas que me marcaram em 2005. De qualquer maneira ele aparece em muitas listas dos melhores de 2005, o que não impede de ser mesmo ridículo que isso aconteça.
Mais uma vez me parece prematuro listar os melhores do ano, sem este ter acabado. Talvez por isso mesmo me pareça razoável esperar um ou dois meses para fazer o balanço do ano.

Luís

Anónimo disse...

Why? - Elephant Eyelash
Broken Social Scene - S/T
13 & God - S/T
Antony & the Johnsons - I am a bird now;
a que junto os já citados Low, Smog, Bloc Party e Arcade Fire.
Leio as vossas listas e concluo que ainda me falta ouvir muito disco de 2005.
Cumprimentos a todos, em especial ao Ex.mo Sr. Administrador deste Blog.
Pedro Fernandes

Anónimo disse...

Pronto. Estão a ver? Cada um tem a sua opinião. Até agora, eu não podia dizer que não incluiria qualquer um destes discos em alguma lista por:
a) Desconhecer muitos deles.
b) Dos que conheço ( arcade e bloc, new pornographers, kills, shout out louds, nada surf, magic numbers e wedding present-tão pouquinhos, que vergonha!) todos são perfeitamente audíveis, uns mais que outros.
E eis que alguém inclui na sua lista um que eu acho (desculpa, amigo pedro fernandes) insuportável:
antony & the johnsons.
A acrescentar à lista do que gosto, incluo lcd soundsystem (creio que foi lançado este ano)

A cunhadinha

Anónimo disse...

Não conheço o último disco dos Broken Social Scene, tenho andado agarrado ao "You Forgot it in People" e esse já tens uns anitos, vou ter que investigar ... Quanto ao Antony, estou do lado da Susana.

Luís

eduardo disse...

e não é que me esqueci de incluir o melhor disco kraut-psicadélico deste ano: CARIBOU - "Milk Of Human Kindness.

dedos-bionicos disse...

referencia ao melhor disco feito em território nacional: Olga - ”What is”....

Anónimo disse...

Confesso...o disco Antony and the Johnsons foi um pouco metido à pressão na minha lista, para ver as reacções dos frequentadores deste blog, apesar de considerar a sua música interessante. Até gosto mais do 1º disco do que deste de 2005 (e o concerto na CdM também não foi nada mau).
Bem, nada que chegue ao podium de 2005:
Broken social Scene
Bloc Party
Low

P.F.

Anónimo disse...

Eu tenho que procurar refúgio neste blog porque a conversa aqui na agência anda pelas horas da morte...
Assim sendo, cá vai mais um postinho.
Eu sei que o assunto são discos (a propósito, aqui na agência, uma colega nos seus vintinhos cogitou: ah, e tal, vocês da vossa geração dizem sempre discos! não sabem que agora são cds?), dizia eu, deste ano. Mas, como eu ando muito desacctualizada, só este ano é que ouvi coco rosie. Era só para dizer que se fosse deste ano, estava no meu topzito.

A cunhadinha

Anónimo disse...

Arcade Fire - Funeral

CD released in the US on Merge Records on Sept 14h, 2004 (MRG255)
... mas ...
CD released in Australia on Spunk Records on Feb 7th, 2005 (URA 141)
12″ Vinyl LP released in the US on Merge Records on Feb 22nd, 2005 (MRG255)
CD released in the UK on Rough Trade on Feb 28th, 2005 (RTRADCD219)
12″ Vinyl LP released in the UK on Rough Trade on Feb 28th, 2005 (RTRADLP219)
CD released in Japan on V2 Records on July 20th, 2005 (V2CP228)

Depois de confirmar estes datas deixei de ter dúvidas em relação à altura em que descobri o disco.

Luís
Minha cunhadinha, o último de Coco Rosie está um furos a baixo em relação ao anterior, temos que ver qual é que andas a ouvir ... bjs

Pedro Carvalho disse...

Ainda em relação ao Funeral dos Arcade Fire tenho a comentar o seguinte:
a data de lançamento original é Setembro de 2004, quanto a mim não há duvidas que o disco é desse ano; por questoes de distribuição/edição na Europa e outros continentes (dado o enorme sucesso que foi do lado de lá do Atlantico), a meu ver, e erradamente, o disco tem sido dado como nado em 2005 por alguma imprensa e publico. Eu tenho o disco desde 2004.
Dêem uma vista de olhos neste link:
http://www.pitchforkmedia.com/top/2004/index5.shtml
Entre varias outras publicações a Pitchfork (uma das grandes referencias indie e criadoras de hypes da actualidade) considerou-o o melhor album de 2004.
Não quer isto dizer que este não possa ser "o melhor disco que ouvi este ano"; mas isso tb pode acontecer com o Unknow Pleasures... Por outro lado, creio que esta é uma forma de alguma imprensa emendar a mão... ;)

atari disse...

cá vão as minhas preferencias deste ano q finda:
o melhor sem qq duvida - ladytron!
os outros: clor, m83, franz ferdinand (q grande album!), we are scientists.
a grande surpresa: black rebel
a grande desilusao: depeche mode
confesso q ha muitas bandas q gostei bastante, mas como tamos a falar de albuns, n as consigo colocar uma vez q têm muitos bons singles e poucos bons albuns. venha o 2006 com menos parra e muita mais uva

agora pra chatear um bocado:
arcade - para mim é de 2004, ponto final
CYHSY - gostei qd ouvi pela 1ª vez, agora acho a voz cada vez mais insuportavel
kills - podem ser bons, mas sao mto limitados, n ha duvida
go! team - tb gostava de os colocar nesta lista de 2005, mas o album é de 2004...

Anónimo disse...

Parece-me que tem havido por aqui várias falhas de comunicação. Na realidade uma coisa é uma conversa de café outra é esta coisa da escrita, que depois de lida pode levar a múltiplas interpretações. Uma vez que as polémicas têm sido, sobretudo, alimentadas pelo que vou escrevendo, passo a explicar-me de outra forma:

. nunca fiz nenhuma lista dos melhores discos de 2005

. fiz uma lista de alguns discos que me marcaram em 2005 e nessa altura identifiquei 2 deles como sendo de 2004

. toda a gente sabe que o “Nevermind” saiu em 1991, mas erradamente ou não, saiu como um dos melhores de 1992 em imensas listas da imprensa desse ano e o mesmo aconteceu com o “Dummy” uns anos depois (1994/1995). Os exemplos poderiam começar a multiplicar-se

. não acho que estes fenómenos sejam estúpidos ou reprováveis, porque podem servir na maior parte das vezes para valorizar um trabalho que não teve o reconhecimento devido (e isto é discutível, como tudo o resto) (é-me indiferente a referência do pitchfork.com)

. acho que estes fenómenos se devem geralmente ao facto de muitos discos fazerem a carreira que fazem, na altura que fazem (ou então não é nada disso ou pode ser outra coisa qualquer)

. não sou o arquidefensor dos arcade fire, nem de outra banda qualquer

. “Não quer isto dizer que este não possa ser "o melhor disco que ouvi este ano"; mas isso tb pode acontecer com o Unknow Pleasures” – não acrescenta nada ao que eu já disse para trás apenas parecer reforçar a minha posição

. vou continuar a dar a minha opinião, sempre que a tiver e a quiser registar

luis

mouco rouco disse...

Os melhores..., é sempre difícil. Vou apostar nos que mais me surpreenderam que foram também os que mais ouvi... que não têm porque ser os melhores...

Blood On The Wall - Awesomer
Vague Angels - Truth Loved



Mount Eerie - No Flashlight
Shipping News - Flies And Fields
Hella - Church Gone Wild & Chirpin Hard
Smog- A River Ain't Too Much To Love
Rogue Wave - Descended Like Vultures
Kinski - Alpine Static
Picastro - Metal Cares
Broken Social Scene - s/t
American analog Set - Set You Free
Early day Miners- All Harm Ends Here
Dirty Three - Cinder
Stephen Malkmus - Face The Truth
Explosions In The Sky - Travels in Constants Vol.21-The Rescue
Françoiz Breut - Une Saison Volee
Xiu Xiu - A Promise
Sonic Youth - SYR6 brigitte fontaine, areski & sonic youth - live at centre pompidou, paris
M83- Before The Dawn Heals Us
Sam Prekop - Hwo Is Your Professor
Lou Barlow - Emoh
Adam Green - Gemstones


E os já muito falados Arcade Fire, Bloc Party, Sufjan Stevens... também se fartaram de rodar.

Falta ouvir nos próximos dias os mais recentes e prestes ou acabados de sair dos The Legends, The Plot To Blow Up The Eiffel Tower, Tristeza....

dedos-bionicos disse...

sublinho a excelencia do "Travels in Constants" dos Explosions in the Sky....

Anónimo disse...

Mount Eerie - No Flashlight ???? Ainda não tenho esse, temos que nos encontrar esta semana ... abraço

luís

Anónimo disse...

"...complexo e não tenho capacidade para discutir assuntos do foro neurológico".
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Desde quando complexo rima com neurológico??
Definitivamente não sabes do que falas.
Rodrigo Pereira

Del Giorgio disse...

às vezes é engraçado vir aqui ler o q vocês paí dizem e n percebo nada do q tão a falar mas como diz o outro "mas foi fixe..."
n vos interessa quais os melhores de 2005 p mim nem eu sequer os sei. a música n é nenhum campeonato em q tem de haver algum melhor do q outro no final por isso é q se ouve certas músicas ao longo de muitos anos.
mas matai-vos pq ainda há quem goste de ver.

Anónimo disse...

Estou a gostar muito de uma das recomendações do Pedro Fernandes: Why? - Elephant Eyelash

luis

dedos-bionicos disse...

queria só dizer que considero a franqueza do Luís, é assim que deve ser.... e que o blog do Capitão começa a ser um local de culto para os devotos da boa musica, bem ajam......

eduardo disse...

por acaso não se ganha nenhum prémio por bater recordes de postagens?

dedos-bionicos disse...

e foi este os topico com mais postagens????

O Puto disse...

A mim me gustan quase todos! O meu top (ainda em fase embrionária) vai ser uma sucessão de discos clichet batidíssimos.
Gostei muito da forma como se falou abertamente do ódio/desprezo/desvalorização por algumas bandas. Sou crescidinho o suficiente para respeitar essas opiniões, esboçar um sorriso e admirar tal coragem.
Quanto ao ano em que determinado disco foi editado, não opto pela visão empresarial de encerramento do ano contabilístico. Há limites, claro, e pessoais, e por acaso os Arcade Fire não ultrapassaram os meus.
Bem hajam, boa música e Bom Natal (especialmente no Radio, past midnight)!

evilheatguy disse...

whitey "Light at the End of the Tunnel Is a Train"
out hud "let us never speak of it again"
kaos "hello stranger"
rinocerose "schizophonia"
datarock "datarock datarock"
daft punk "human after all"
the chemical brothers "push the bottom"
foram para mim dos melhores de 2005, e julgo ser dos únicos q n constam das listas já referidas.
destaco das vossas listas:
maximo park "a certain trigger"
m83 "before the dawn heal us"
ladytron "witching hour"
vicious five "up on the walls"
franz ferdinand "you could have it so much better"

evilheatguy disse...

faltou na lista anterior o non-stop "nite versions" dos soulwax.
é completamente viciante!

Anónimo disse...

Acrescento mais um à minha lista:
Doves - Some Cities
Esqueceram-se ou não gostaram?

Bom Natal para todos!
Pedro Fernandes

Anónimo disse...

Olá a todos. Concordo com alguém que disse que a música ñ é um campeonato. Mesmo assim, aqui vão os mais ouvidos:
red sparowes - at the soundless dawn
electrelane - axes
colleen - golden morning breaks
boris - akuma no uta
jesu - jesu
autolux - future perfect
the knockout pills - 1+1=ate
the national - alligator
midaircondo - shopping for images
deaf center - pale ravine
brmc - howl
murcof - remembranza
carlos bica - single
pelican -the fire in our throats...
oceansize - everyone into position
kubik - metapmorphosia
pajo - pajo
part chimp - I am come
the evpatoria report - golevka
afrirampo - korega mayako da
calla - collisions
shipping news - flies the fields
tujiko noriko - blurred in mirror
twin zero - monolith
vejo que alguns dos nomes ñ coincidem com as vossas listas. fico à espera de comentários ;)

André

ps: o eduardo trabalha/trabalhou na jojo's?

dedos-bionicos disse...

Sublinho:
the evpatoria report - golevka
pelican -the fire in our throats...
red sparowes - at the soundless dawn
muito bons.....

Anónimo disse...

ATENÇÃO!!!
Quem é que avisa revistas como LES INROCKUPTIBLES, MOJO, UNCUT, Q, NME, etc... que os Arcade Fire são de 2004 e não podem ser elegidos como melhores de 2005?!
Só mesmo o povo Portugues para complicar o que é óbvio.
Os Arkade Fire são uma das bandas do ANO de 2005! Ponto final.

Ass. Tosta Mista Sem Fiambre Nem Queijo

Anónimo disse...

Na Wire (www.thewire.co.uk), Funeral, dos Arcade Fire já constava na lista dos melhores do ano de 2004...
Há revistas e revistas, e, contra mim falo, que também sou leitora da Uncut e da Mojo.