segunda-feira, maio 08, 2006

Newsletter Capitão Edu #60

As newsletters do Capitão Edu, outrora localizadas no site do Mouco que irá sofrer alterações num futuro próximo, passam agora a figurar no blog com vista a uma leitura mais imediata e participada.

Aquisições

CD
Fiery Furnaces – “Blueberry Boat”
O consagrado segundo registo dos irmãos Friedberger a um preço catita nos usados.

CDR
Conforme prometido na anterior newsletter aqui vão algumas revisões sobre o material gravado que o camarada Nuno, responsável pelo blog www.dedosbionicos.blogspot.com, (actualmente em pausa e que muitos de nós esperamos que regresse em breve à acção), me fez chegar às mãos.

Bed – “New Lines” (2005)
Formação gaulesa com uma sonoridade muito próxima dos The Sea & Cake, Stereolab, Sam Prekop, High Llamas. Recomendável.

I’m From Barcelona – “Sing!!” (2005)
Bela pop solharenga ideal para os meses quentes que se avizinham.

Metric – “Live It Out” (2005)
Registo de estreia desta banda canadiana na qual se incluem colaboradores dos Broken Social Scene. Indie Rock da velha escola com referências a Sonic Youth, Blonde Redhead, Yeah Yeah Yeahs.

OST – “Stubbs The Zombie” (2005)
Nesta curiosa banda sonora relativa ao jogo para Playstation encontramos nomes consagrados do universo indie a recriar canções pop intemporais. Um mimo!

Shoplifting – “Body Stories” (2006)
Enquanto os Les Savy Fav não retornam, façam o favor de ouvir o que de melhor se vai fazendo pelo “underground” americano.

7”
Mclusky – “She Will Only Bring You Happiness” / “Undress For Sucess”
(Mais 2 rodelas bem agitadas para a colecção)

Raconteurs – “Steady As She Goes (B), (C)” (Que canção mais viciante!)

KLF – “Last Train To Transcentral” (Um belo achado e em bom estado)

Adam Green – “Nat King Cole (single de apresentação ao novo registo com duas covers como lados B)

Spinto Band – “Direct To Helmet” (uma beldade com direito a pintura)
---------------------------------------------
Audições
Criticas o mais sucinto possível para não desistirem de ler até ao fim!

The Seconds – “Kratitude” (2006)
Noise rock, No Wave e Krautrock são algumas das vertentes nas quais podemos encaixar este ruidoso colectivo.

Mates Of State – “Bring It Back” (2006)
Quarto registo deste casal com estética pop “Do It Yourself”. Para apreciadores dos The Evens, Beat Happening, Papas Fritas e Young Marble Giants.

Flaming Lips – “At War With The Mystics” (2006)
Até começa bem mas depois descamba numa jornada cósmica para qual não tenho pachorra.

X-Wife – “Side Effects” (2006)
Nota-se uma maior coesão sonora e a inclusão de bateria só abona em favor, contudo o registo vocal precisa de ser moderado.

Crystal Skulls – “Outgoing Behaviour” (2006)
Emo-pop com boas canções. Se apreciam Maritime, Smiths e Stereolab entre outros então é favor entrar.

White Rose Movement – “Kick” (2006)
Eu a pensar que o nível não podia baixar mais este ano com os She Wants Revenge e eis que surgem mais uns regurgitadores da década de 80.

Let Airplanes Circle Overhead – “Let Airplanes Circle…” (2005)
Sem deslumbrar mas de uma forma competente o registo de estreia desta banda inglesa enquadra-se bem na estética pós-rock do catálogo da Constellation.
------------------------------------------------
Publicações
Record Collector (Maio 2006)
Com um artigo relativo aos Sonic Youth e um grande destaque aos discos punk mais valiosos, lá tive eu de a trazer para casa.
-----------------------------------------------
Concertos
Pop Dell’ Arte (Casa da Música, 21/04)
Duas horas onde João Peste e comparsas confeccionaram uma ementa recheada de bons pratos retrospectivos da já longa e algo indefinida carreira.

Secondsmile (Mercedes 26/04)
Não devíamos ser mais do que uma vintena de almas presentes mas a prestação da banda não sofreu nada com isso. Com os At The Drive-in como influência mais notória, a jovem formação britânica fez estremecer o Mercedes e os ouvidos dos presentes.

Em Breve:
Chris Brokaw (Tertúlia Castelense 09/05)
No-Neck Blues Band (Casa da Música, 30/05)
ESG (Casa da Música, 31/05)
Deerhoof (Porto Rio, 05/06)
-----------------------------------------------
Notas do Underground
(Bandas cuja amostra sonora despertou interesse em querer ouvir algo mais)

-Viza-Noir
-The Little Ones
-Old Haunts
-----------------------------------------------
That’s all Folks!!!

13 comentários:

superpiloto disse...

Caro companheiro, o anterior cabeçalho do blogue era um bocado feio, mas este é assustador - Que Medo!!!!

eduardo disse...

se tiveres algo mais interessante envia na boa. Até lá vou pesquisar um orelhas decentes!

superpiloto disse...

vou ver o q se arranja

eduardo disse...

este dá para desenrascar ou nem por isso?

superpiloto disse...

capitão: tu é que mandas, és tu quem estás a gerir a loja.

dá um olhadela na caixa de correio

Pedro Carvalho disse...

boa! estava na hora destas esclarecidas e sempre bem-humoradas newsletters terem uma divulgação + ampla!

Anónimo disse...

Ñ conhecia estas newsletters e gostei. Faça o favor de continuar ;)

André

dedos-bionicos disse...

grande Capitão que boa ideia a de incluir as newsletters no blog, assim terão a exposição que bem merecem, go on e rock on!!!
abraços

os400golpes disse...

Chris Brokaw já passou e foi mesmo muito bom. O Jeff e o Kevin dão outra consistência ao vivo, comparado com as outras vezes que o Chris passou por cá a solo.

Na sala estavam menos de 20 pessoas e isso é uma miséria - seus hereges.

A alternativa nessa noite era bem mais FIXE, Herman José e Quim Barreiros na Queima.

Vamos lá ver ESG e Deerhoof. No-Neck Blues Band já chegou da outra vez - não há paciência.

Pedro Fernandes disse...

Ninguém fala do concerto dos Piano Magic (Famalicão a 29 de Abril)?
Em poucas palavras: concerto atrasado quase 90 minutos, pouco mais de 50 pessoas na sala, com primeira parte de Southern Arts Society (pop electrónico um pouco aborrecido).
Piano Magic: 2 guitarras, baixo, teclas e bateria. Ao vivo: uma autêntica banda indie-rock(!), bastante longe do som pop-rock-atmosférico dos seus primeiros discos.
Tocaram principalmente músicas do último cd ''Disaffected'' mas não esqueceram faixas mais antigas como ''...Silence'' ou ''Saint-Marie''.
Em suma: Uma bela surpresa!

dedos-bionicos disse...

Pedro: estive nos Piano Magic e só tenho uma coisa a dizer, ao vivo são fenomenais, certamente dos melhores concertos que assisti...

O Puto disse...

Permite-me corrigir-te: o disco dos Metric que referes é o segundo. Bem catita.

eduardo disse...

tens toda a razão! :-)